Blog Archive

Bateria de lítio low cost e novo kit de autoconsumo

A Trilhos Energéticos acaba de lançar na sua loja online a nova bateria de lítio PLNbaterry.

A marca é muito recente no mercado nacional e até à data a Trilhos Energéticos é a única empresa do mercado do autoconsumo, a nível nacional, a trabalhar com a referida marca.

As baterias PLNbattery são baterias de lítio, indicadas para sistemas isolados e híbridos a 48 voltes e a sua caraterística principal é que são low cost. Estas baterias prometem vir agitar o mercado do autoconsumo e principalmente funcionar como uma forte mais valia para a Trilhos Energéticos face à concorrência.

Produtos low cost disponíveis na loja online

 

Bateria de lítio

Bateria de lítio PLNbattery

Novo Kit com bateria de lítio, inversor e módulos fotovoltaicos

Kit Solax + PLNbattery 

 

Necessita de mais informações ou ajuda no dimensionamento adequado às suas necessidades. Contacte-nos!

  Visite a loja online!

Inversor Híbrido ou Inversor Carregador? Saiba as diferenças!

As soluções de autoconsumo apresentam diferentes opções de modo a que possam ser adaptadas às necessidades e preferências de cada pessoa.

Nesta notícia irão ser destacadas as soluções de autoconsumo com baterias, para as quais é essencial a existência de painéis fotovoltaicos, um inversor e baterias, e principalmente irão ser desmistificadas as diferenças entre os inversores on-grid ou híbridos e os inversores off-grid ou carregadores.

  • Os inversores on-grid permitem a gestão das diferentes fontes de energia, podendo alimentar os consumos eléctricos através da energia produzida nos painéis, armazenada nas baterias e/ou da rede eléctrica de suporte. Através desta gestão estes inversores conseguem uma optimização e um máximo aproveitamento da energia solar ao mesmo tempo que permitem economizar a energia que provém da rede pública e a carga e descarga das baterias. Numa instalação com este tipo de inversores, quando a carga é superior à energia solar gerada, há um fornecimento simultâneo através da instalação e da rede pública. Nesta situação, em que o fornecimento provém da instalação e da rede pública, o da rede é apenas e só a energia restante para cobrir o consumo. Para além de todas estas mais-valias, os inversores on-grid permitem, em caso de falha de energia trabalhar em ilha fornecendo a energia da instalação solar directamente ao consumo.
  • Os inversores off-grid permitem, a semelhança dos híbridos, a gestão das fontes de energia mas não permitem a ligação à rede pública para suporte da instalação de autoconsumo. Esta torna-se então a principal diferença entre estes dois tipos de inversores.

 

Principais diferenças aplicadas em casos específicos

  • A energia solar é superior ao consumo

Comportamento dos inversores quando energia solar é superior ao consumo

 

 

 

 

 

 

 

 
  • O consumo é superior à energia gerada

Comportamento dos inversores quando consumo é superior à energia gerada

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Não existe consumo e a bateria está carregada

Comportamento dos inversores quando Não existe consumo e a bateria está carregada

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Não há geração nos painéis e o consumo é maior do que a energia fornecida pelas baterias

Comportamento dos inversores quando Não há geração nos painéis e o consumo é maior do que a energia fornecida pelas baterias

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Não há geração nos painéis e o consumo é inferior à energia fornecida pelas baterias

Comportamento dos inversores quando Não há geração nos painéis e o consumo é inferior à energia fornecida pelas baterias

 

 

 

 

 

 

 

 

Considerações finais:

Após a análise do comportamento de cada inversor nos diferentes situações, pode-se concluir que apesar do inversor off-grid se apresentar como uma solução mais económica, o inversor on-grid é uma solução que a longo prazo se torna mais vantajosa e rentável, pois ao mesmo tempo que evita o desperdício da energia que é gerada nos painéis solares gera lucros pela venda dessa energia à rede.

 

Esquema de Sistema híbrido com módulos, inversor, baterias e rede pública de energia

Sistema Híbrido

 

Esquema de Sistema Isolado apenas com módulos e inversor

Inversor Carregador

Necessita de mais informações ou ajuda no dimensionamento adequado às suas necessidades. Contacte-nos!

  Visite a loja online!

Soluções autónomas da rede pública

As soluções autónomas de autoconsumo são, como o nome sugere, independentes da rede pública de fornecimento de energia. Estas soluções permitem o armazenamento da energia que é produzida com recurso a painéis fotovoltaicos nas baterias, para posteriormente ser consumida pelos equipamentos. Apresentam-se como soluções ideias para locais onde não existe ligação da rede pública ou quando se quer um fornecimento de energia completamente autónomo.

As vantagens apresentadas por este tipo de solução são diversas, quer para quem as adquire, quer para a sociedade em geral.

Para si:

  • Solução mais económica quando comparada com o custo de ligação à rede pública;
  • Independência energética;
  • Retorno do investimento a médio prazo.

Para a sociedade:

  • Contribuição para o desenvolvimento económico, social e ambiental do país
  • Garantia de um futuro sustentável.

Esquema com um exemplo de solução autónoma

Conheça as nossas soluções autónomas!

Necessita de mais informações ou ajuda no dimensionamento adequado às suas necessidades. Contacte-nos!

  Visite a loja online!

Nova bateria de lítio para vivendas e pequenos negócios

Trilhos Energéticos e Ampere Energy Portugal assinaram recentemente uma parceria para venda e montagem das novas baterias de lítio de 3 a 12kWh concebidas para vivendas e pequenos negócios.

Os equipamentos da Ampere Energy são muito mais do que simples baterias. O software avançado permite um controlo preciso de electricidade que é gerada pela central fotovoltaica.

A produção excedente de energia é armazenada na bateria para ser utilizada durante as horas de ausência de radiação solar.

A bateria está contada à internet, permitindo obter a informação da previsão meteorológica da necessidade de utilização da energia da rede e do preço da electricidade.

Reunindo todas estas informações o sistema calcula a melhor opção que permite obter o máxima de eficiência energéticas, reduzindo assim o custo de energia paga na sua vivenda ou pequena empresa.

 

 

 

Necessita de mais informações ou ajuda no dimensionamento adequado às suas necessidades. Contacte-nos!

  Visite a loja online!

Painéis Fotovoltaicos low cost? O que ter em conta antes de comprar.

O mercado da energia solar fotovoltaica está novamente com bastante crescimento, isto deve-se à publicação nos finais de 2014 do Decreto Lei que regulamenta as instalações fotovoltaicas em regime de autoconsumo. Após a publicação do DL 153/2014 têm surgido muitas empresas a instalar sistemas fotovoltaicos para próprio consumo. Com o aparecimento de novas empresas instaladoras, por vezes aparecem também algumas em que qualidade dos materiais aplicados e instalação executada é deixada um pouco de parte, tendo como seu único foco o preço final apresentado ao cliente.

Nesse sentido apresentamos de seguida alguns aspectos a ter em conta quando estamos a analisar duas propostas concorrentes.

Quando se está a analisar duas propostas concorrentes com o mesmo número de equipamentos em que uma é bastante mais baixa economicamente que a outra, um dos pontos onde pode estar a grande diferença esta na qualidade dos painéis fotovoltaicos.

Nesse sentido, vamos analisar de seguida quais os pontos a ter em conta na escolha de módulos fotovoltaicos.

# 1 – Se comprar um painel solar mais barato será que ele vai funcionar correctamente?

Bem, a resposta não é simples, talvez sim e talvez não. Desenvolvemos um pouco para entender:

Painéis solares de baixo custo existem muitos no mercado, mas entre todos, muito poucos são de qualidade suficiente.

Nesse sentido devemos considerar os seguintes aspecto fundamentais:

Um painel solar deve ser construído para durar no mínimo 25 anos. Pelo menos é o que está estipulado na garantia padrão de quase todas as marcas existentes no mercado, mas, na verdade, um painel solar pode produzir energia até 40 anos sem problemas, desde que a sua qualidade construtiva assim o permita.

A cada ano que passa, um painel solar padrão geralmente tem uma perda rendimento em torno dos 0,7%, ou seja, depois de 25 anos estariá a produzir 17% menos do que quando era novo.

No entanto, não se pode esquecer que um painel solar está exposto à intempérie todos os dias durante a sua vida, isto é, exposto ao tempo (sol, chuva, neve, granizo …) no mínimo durante 25 anos.

# 2 – O que acontece com a garantia de um painel solar?

Esta é provavelmente a grande questão e a razão pela qual se deve pensar com muito cuidado em que painel fotovoltaico é que se vai investir o seu dinheiro.

Como mencionado em #1, um painel vai funcionar no mínimo 25 anos e em condições climatéricas adversas. É importante que o fabricante escolhido tenha boas referências e bastantes anos no sector, pois caso seja necessário activar a garantia, devemos tentar minimizar as hipóteses de encontra o fabricante.

# 3 – Quais as avarias que poderão surgir num painel solar barato?

Os problemas são diversos, mas os mais comuns são:

– Aparecimento de hot spots, ou “hotspots” ou pontos quentes devido à baixa qualidade da célula solar, tendo como consequência a médio prazo, a destruição do painel solar.

– Destruição do Filme de Tedlar® do painel solar (parte de trás do painel solar) devido a um ponto quente. Também isto faz com que o painel solar acabe inutilizado.

– Delaminação das células do painel solar. Este defeito é provocado no momento da produção do painel fotovoltaico, ficando este inutilizável passado algum tempo. Isto acontece com muita frequência com fabricantes asiáticos de média-baixa qualidade. O processo de laminação do painel requer um bom tempo de espera e em muitos casos esses fabricantes tendem a encurtá-lo para aumentar assim a produção, causando problemas funcionamento que mais tarde.

– Amarelecimento da EVA. Este defeito é muito comum em painéis fotovoltaicos baratos de Asiático. O EVA utilizado nestes casos é de muito má qualidade o que provoca uma perda de produção do painel solar com o passar do tempo.

– Soldas defeituosas. Por vezes acontece que durante o processo de soldadura do painel ocorrer variações de temperaturas de soldagem, e até mesmo a falta de estanho durante a soldadura, isto provoca o aparecimento de um ponto quente e consequente falha do painel, levando a sua inutilização.

– Outros  defeitos...

Legenda: (a) módulo com delaminação, (b) módulo com bolhas de ar, (c) célula partida
detetado por eletroluminescência e (d) módulo com vidro partido.

# 4 – Conclusão:

Existem muitos fabricantes no sector com painéis solares de alta qualidade, como por exemplo, SolarWorld, SunPower, SHARP, REC, LG, Panasonic, etc…, nesse sentido apenas tem que encontrar aquele que melhor se adapte ao seu projecto fotovoltaico e à sua disponibilidade financeira.

 

Necessita de mais informações ou ajuda no dimensionamento adequado às suas necessidades. Contacte-nos!

  Visite a loja online!

Seguidores solares – A aposta dos grandes consumidores de energia

Um seguidor solar fotovoltaico é um dispositivo que orienta os módulos fotovoltaicos (painel solar) de uma instalação fotovoltaica na direção da luz solar por forma a captar mais energia solar.

Por outras palavras, um seguidor solar não faz mais do que diminuir o ângulo de incidência entre os raios solares e o painel solar, aumentando desta forma a eficiência da produção de energia solar. Ou seja, o seguidor solar altera por várias vezes ao dia a posição dos seus painéis solares, seguindo aposição do solar de modo a aumentar a produção de energia solar proveniente do sistema fotovoltaico.
Vantagens dos seguidores solares fotovoltaicos

Falando de uma forma muito generalizada, comparando com um sistema solar fixo, um sistema de com um seguidor solar consegue aumentar a sua produção em cerca de 50% na época de verão e em cerca de 20% na época de inverno.

Esta conclusão é facilmente percebida pelo que já foi dito anteriormente, uma vez que, com um seguidor solar, cada painel solar vai conseguir ter mais tempo de luz solar direta e consequentemente um aumento de produção de energia solar. Veja o gráfico para perceber melhor:

Outra vantagem deste tipo de sistemas é o facto de ser necessário menos espaço para gerar a mesma quantidade de energia. Tendo em conta que um sistema com seguidor solar consegue ter um aumento de captação solar na ordem dos 20% a 50% em comparação com os sistemas fixos, logo um sistema com seguidor solar vai necessitar de menos painéis solares do que um sistema fixo sem seguidor solar, e por consequência, vai necessitar de menos espaço de instalação.

Outra vantagem muito importante é o facto de um sistema com seguidor solar conseguir entregar sua potência máxima de forma mais uniforme ao longo do dia.

Seguidor Solar em Sistemas de Autoconsumo.

Como vimos anteriormente, um sistema com seguidor solar é o único que consegue produzir uma potência praticamente uniforme ao longo do dia com o mínimo desperdício de espaço.

Os seguidores solares são a solução indicada para consumidores com reduzido espaço para as suas necessidades energéticas de produção de energia e que possuam consumos elevados e constantes ao longo do dia de energia, como é o caso de habitações com grandes consumos em climatização e grupos de circulação hidráulica. Com este tipo de sistemas é possível optimizar a produção de energia em períodos em que a tarifa de compra de energia é menos vantajosa e minimizar a energia injectada na rede publica, tornando assim este sistema economicamente viável.

Um correcto dimensionamento do sistema, tendo em consideração os valores actuais de compra de energia em hora de cheio e ponta, é possível alcançar tempos de retorno de investimento de aproximadamente 4 a 5 anos.

Necessita de mais informações ou ajuda no dimensionamento adequado às suas necessidades. Contacte-nos!

  Visite a loja online!

English EN Português PT Español ES